terça-feira, 1 de julho de 2008

Quero um Trampo


Porque que máquina de xerox não é da altura de uma geladeira? Se assim fosse, quem sabe não dariam pra gente (cadeirante) um emprego de projetista, arquiteto, mecânico, cozinheiro...?
Acham que deficiente só pode tirar cópias ou atender telefone?
Caramba, tô de saco cheio de ver vaga pra deficiente com qualificação baixa.
Essa lei de cota é uma piada que ninguém ri. Vou lê-la novamente, deve estar escrito nas entrelinhas
"todo deficiente deve tirar cópias ou atender ao telefone e somente isso".
Faço maquetes eletrônicas, fiz um curso de desenho industrial (CATIA V5), tenho curso de vendas pelo SENAC, e nada...
Acho que vou tentar novamente um emprego de ator, profissão da qual sou registrado, quem sabe não colocam na Malhação um cara pra tirar cópias para os alunos??

12 comentários:

philippine lotto result disse...

Well done for this wonderful blog.

marcelo do amaral disse...

caramba, Evandro! Você tem curso em Katia! Simplesmente o software que um dos principais arquitetos do mundo utiliza para criar suas obras!

Eu concordo com você. Ontem lembrei de você quando estive na farmácia. Tinha uma vaga para deficiente, não precisava ter experiência. Eles ofereciam treinamento e mais um monte de coisas. Mas sem especificar a vaga. Fique pensando: o que será a vaga? Prefiro nem pensar.

Em uma universidade onde eu trabalhei, todas as vagas, desde diretores e gerentes até o faxineiro era obrigado a colocar na especificação da vaga: nossas vagas também são para pessoas protadoras de deficiência física. porém, vi poucos deficientes trabalhando na universidade após essa iniciativa.

powerball lottery numbers disse...

This topic have a tendency to become boring but with your creativeness its great.

Caroline de Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caroline de Souza disse...

Evandro,

Eu passo o DIA INTEIRO, sentada no escritorio. Qual a diferenca entre um cadeirante e eu? NENHUMA! Fala serio! No blog do Jairo, uma das entrevistadas,que e cega, disse: “Nós deficientes visuais conseguimos fazer inúmeras coisas. No trabalho o computador tornou-se uma ferramenta indispensável. Sim, fazemos no computador todos os trabalhos com independência e qualidade”. Gente, eh claro! Evandro, o meu trabalho eh 100% no computador!!Trabalho na area de Relacoes Publicas, e qualquer um pode fazer o que faco, ate deitado!! Escrevo e respondo emails o dia inteiro, alem de conversar com reporteres no telefone!! Quem nao pode fazer isso?? Se quiser, vem p. ca, que te arranjo um emprego bem legal, na sua area! rs

Aqui, a maioria das empresas tem um "statement" que diz (E FUNCIONA):

It is the policy of the company to:

Recruit, hire, train and promote persons in ALL JOB TITLES, without regard to race, color, religion, sex, sexual orientation, national origin, age, DISABILITY or veteran status.

Como exemplo, na minha faculdade mesmo, tem professors cegos e alguns cadeirantes.

Bom, eh isso!!

Um beijo
Carol

Caroline de Souza disse...

Ah, desculpa, esqueci de dizer que "Aqui" significa Estados Unidos..moro em Boston a 10 anos.

Gisele disse...

Fio, com essa fama toda tu corre o risco de virar o galã da malhação...
Juro que vou torcer, tá bão???
Bjks e boa sorte,

Sabrina disse...

Evandro! Me chamo Sabrina, sou aqui do RS, também tenho 28 anos e ando de cadeira de rodas. A diferença é que quando eu nasci o médico deixou passar da hora e eu fiquei presa no cordão umbilical.
Bom, estudei jornalismo e agora tb não consigo emprego.
Te desejo sorte e que td de certo pra ti!
Visita meu blog qdo quiser.

Gisele disse...

Amore, agora que tú tá fazendo sucesso vai encostar o burro na sombra?
Nem fú, pótratá de postar, viu?

Leandro disse...

Cara já que vc tem curso de vendas,que tal tentar algo parecido cm vendas,onde faz tudo pela net?

EVANDRO disse...

Pode mandar que eu aceito! Preciso de dindim!

Eduardo disse...

Eu até acho uma boa a lei de cotas, mas a curto prazo. Paralelo a isso deviam existir políticas de médio e longo prazo que promovessem acesso à educação e, consequentemente, melhor qualificação das pessoas com deficiência. Por enquanto, ainda acredito que a melhor solução para pessoas com deficiência é ter um negócio próprio ou fazer um concurso público. Mesmo assim, no caso do último, é bem possível que algum sacana da junta médica ainda proíba a pessoa de trabalhar. Em tempo: sou analista de sistemas e não faz diferença alguma usar cadeira de rodas na minha profissão.