sábado, 27 de setembro de 2008

Quanto pesa?


Sempre fui um cara meio acima do peso.

Meus amigos frequentavam academia até no sábado e eu um bar ou algum churrasco num quintal qualquer...

Somente quando fui morar no Rio que comecei a cuidar do "shape" com a ajuda da minha mulher, "Você se alimenta errado, tem que comer de 3 em 3 horas...", mais a corridinha matinal com a Dolores pelo calçadão e pra finalizar, a tardinha, duas horas de futvolei em Ipanema, foi assim que fiquei magrinho e gatão!!

Mas...depois veio o acidente, tudo mudou na minha vida, inclusive o meu formato. Hoje sou um cultivador do "pânceps". E como estou há três anos na cadeira, tenho que tomar muito cuidado com o ganho de peso.

Estava queimando energia no basquete, mas a falta de interesse dos outros cadeirantes está acabando com o time.

E infelizmente, pensar não emagrece.

Agora vou lançar uma questão: Como um cadeirante se pesa??

Quando se tem um irmão disposto e inteligente, isso é fácil!

Hoje fomos a um ferro velho. "Coloca o menino aí! Agora vorta ele pro carro e trás a cadeira"

Pronto, tô pesado e pesado!

9 comentários:

Gisele disse...

Pois trate de voltar a seguir os conselhos da marida, viu?
Já pensou em queimar calorias numa piscina?
Pode ser bem bão!!!
Beijocas,

Jady disse...

E vc acredita q eu nao me peso, só quando vo pro sarah. E isso é um problema pq eu nao sei se eu to engordando, pra mim me controlar. Otima ideia essa sua.
Pra mim nao ficar muito sedentaria, faço nataçao 3 vzs semana, basquete 1 vez e agora vo começa fazer musculaçao e estudo de manha.Ano q vem começa time de handbol.
bjks

Anônimo disse...

Gostei muito do que você escreve da sua sinceridade. E achei linda a família que você tem, incluindo a Dolores. Sua esposa, seus pais e irmãos. Você é realmente um cara de sorte :-)

jairo disse...

Eu já evolui, sublimei esses valores capitalista de balança... o vulgo entreguei pa Deus... Mas, em "causo" de necessidade, eu uso aquelas balanças de pesar porco... e vejo quantas arrobas tô rendendo! Abração e boa semana

Anônimo disse...

Camarada vc saberia me dizer quanto esta custando o Quilo do ferro, alumínio, cobre etc...rs..rs..

Sandro & Clauida

Glória Maria disse...

Olá Evandro.
Estou vindo lá do blog do Jairo.Meu marido é da Matrix, cadeirante. Gostei muito do seu blog, sua maneira de ecrever. Virei te visitar com frequência, aqui é um cantinho muito legal.
Beijos

Anônimo disse...

Querido berne!!

Como você sabe, você é um ser repugnante, que se alimenta do sangue alheio, por 24 horas por dia, todos os dias, até a sua morte.

Ou seja, o berne passa a fazer parte do corpo ao qual está "anexado", transferindo e recebendo sintomas e sentimentos.

Eu escolhi ter você como meu berne e jamais grudarei em ti um pedaço de toucinho para que vá embora.

Eu te amo.

Sandro.

Eduardo Camara disse...

Depois de um tempão sem me pesar, descobri um jeito mais ou menos fácil: usar duas balanças dessas vagabundas, que custam 15 reais. Vc coloca uma delas no chão e outra em cima da cadeira. Basta sentar em cima da balaça que está na cadeira e colocar os pés na do chão. Depois é só somar os dois pesos. Acho até que vou fazer um post sobre isso no blog... :-)

Eduardo Camara disse...

Ah, e eu consegui manter meu peso! Mas todo volume das minhas coxas (ex) torneadas foi pra minha barriga.