quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A história de um elevador


Como todos os 4 gatos pingados que visitam esse blog já sabem, recebemos da prefeitura 10 cadeiras para a prática do basquete.

Pois então, nossa cidade tem um time "normal" de basquete profissional que se consagrou campeão paulista 2009/2010.

Em uma das semi-finais que esse time disputou, fomos convidados a nos apresentar no intervalo da partida, para que a cidade conhecesse nossso time.

Tudo certo, tudo marcado, mas...cinco horas antes da partida, fiquei sabendo através de um dos meus companheiros de time que por falta de acessibilidade, seríamos carregados no colo até a quadra, pois o ginásio não era adaptado. Neguei de pronto, a participar!! Ouvi de uns que estava errado, __" a prefeitura acabara de nos ajudar doando as cadeiras...", mas de outros tive apoio.

"Batemos o pé!" Só iríamos jogar se o local fosse acessível!


E por mais que possa parecer surreal, em menos de três horas a prefeitura disponibilizou um elevador para nos transportar até o local da apresentação.

Mas o mais importante, é que ele está lá até hoje, onde idosos e pessoas com deficiência puderam e poderão assistir às partidas.

Se olharmos somente para os nossos umbigos, outros virão e terão que passar por tudo isso novamente.


O trabalho é de formiguinha, mas arrumando sua calçada, você terá uma rua melhor...assim seguindo, uma cidade...um país....

5 comentários:

jefferson disse...

Vc fez o certo Evandro eu faria a mesma coisa.
E é só apertar q eles peidam rssss...
abração pro ce.

Eduardo Camara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo Camara disse...

Cara, que mágica foi essa?

E acho que temos que peitar sim. Por isso que não gosto de "rabo preso" com político.

Mandou bem!

Franswillame Oliveira disse...

Grande Evandro, cara é isso ai vamos exigir pq temos direito e nunca vamos se recuar...sempre cobrando.Um abraço pra te!

Jairo disse...

Bob, que orgulho... sensacional... meus parabéns... grande abraço