quarta-feira, 19 de março de 2008

Crescendo


Como disse há um tempo, saí da casa dos meus pais. Pode parecer besteira para muitos, mas aos 32 anos, sair de casa com essa lesão e tentar tocar realmente a vida nessas condições, está sendo um puta crescimento.

Percebi que na casa dos meus pais estava crescendo, mas para os lados. Muito colo, engorda! E para um cadeirante, isso chega a ser perigoso.

Agora estamos crescendo pra vida.

Vamos a luta, ainda quero ser pai!

Um comentário:

Fabiola disse...

Estamos crescendo juntos. E esse ano será maravilhoso. Ares novos e desejos novos.
TE AMO!